Fumar é uma burrice

Fevereiro 26th, 2010

Sempre me disseram que fumar é uma verdadeira burrice.

Que faz mal à saúde, que provoca cheiros incomodativos e que é um vício dispendioso, são os argumentos mais apresentados pelos defensores da causa anti-tabágica.

Mas um recente estudo do exército israelita, dá um argumento muito mais poderoso.

Segundo o estudo (cuja amostra é constituída por 20.000 mancebos), os fumadores têm um coeficiente de inteligência mais baixo do que os não-fumadores.

Mais ainda, conclui-se também neste estudo que, quanto mais se fuma, piores resultados se obtém nos testes que medem a inteligência.

Depois  de 15 anos de burrice completa é bom ver que a ciência, ao menos ela, me reconhece o recente incremento de inteligência.

Isso quer dizer que todas as medidas anti-tabágicas mais não são do que o reforço das políticas de formação e educação nacionais.

Deve ser por isso que é proibido fumar nas escolas e nas bibliotecas!

Não sei se é permitido fumar no parlamento, mas sendo assim acho que não devia, mas a propósito… é de mim ou o nosso primeiro-ministro fuma?

Experiência tabágica

Novembro 16th, 2009
Hoje li uma notícia onde se afirma que o principal motivo para deixar de fumar é a preocupação com a saúde.
Deixei de fumar há aproximadamente um ano e meio e esta notícia relembrou-me um vídeo que vi pouco antes dessa decisão de deixar de fumar.
Apesar de estar longe de ser uma pessoa facilmente influenciável por este tipo de experiências, não posso deixar de reconhecer que este vídeo me pôs a pensar.
É uma experiência onde se extrai o fumo de 2 volumes, cada um com 10 maços de cigarros, para uma garrafa com água, registando-se o escurecimento da mesma à medida que se vai aumentando o número de cigarros.
No final dos 400 cigarros ferve-se a água para esta evaporar e só restar o alcatrão que foi absorvido pelo líquido durante a experiência.
O resultado final são 7,2 gramas de alcatrão sólido!
É capaz de ser pouco para quem trabalha na indústria das auto-estradas, mas não haja dúvidas que têm que fazer muita mossa nos pulmões!

Um ano de não fumador

Junho 12th, 2009

Amanhã vou festejar mais um aniversário.

É o segundo aniversário que comemoro este ano.
Há aproximadamente duas semanas comemorei o meu aniversário natalício e agora estou a poucas horas de comemorar o primeiro aniversário de não fumador.
Depois de 16 anos a fumar (16!) e de algumas tentativas frustradas para deixar este vício, confesso que pensei ser impossível um dia poder festejar esta efeméride.
O facto é que ao final de um ano continuo sem fumar.
E como é que me sinto?
Muito bem!
A comida sabe melhor, as escadas não custam tanto a subir, os dedos não estão amarelos, consigo dormir com as vias respiratórias mais desobstruídas e já não acordo a tossir como se o coração fosse sair pela boca.
O balanço é, portanto, extremamente positivo e espero então celebrar muitos mais aniversários, sempre de boa saúde e smoke free.