AIDES Graffiti – Protégez Vous

Janeiro 30th, 2010
As paredes e portas dos WC são usualmente decoradas com escritos e desenhos, alguns assaz originais, e que transmitem, melhor ou pior, com mais ou menos humor, uma mensagem ou um estado de espírito.
A associação francesa de luta contra a sida AIDES, lançou recentemente este interessante vídeo de sensibilização, que pega na ideia da escrita de casa de banho para nos mostrar, numa animação plena de criatividade, a pequena história de um pénis solitário.
Não será um desenho animado indicado para crianças, mas acho que encontraram um formato bastante eficaz e divertido para passar a mensagem.

Wiki-Kama Sutra

Outubro 30th, 2009
No dia da inauguração do V Salão Internacional Erótico de Lisboa, o tema deste post teria necessariamente que passar pela temática sexual.
Não vou falar sobre esse evento mas sobre uma bela iniciativa da revista Vanity Fair, que lançou um repto aos cibernautas para, inspirados no espírito da Wikipédia, ajudarem à criação de uma iniciativa inédita: o Wiki-Kama Sutra.
O objectivo é que os cibernautas contribuam com ideias, com o objectivo de criar a colecção definitiva de posições sexuais, desde o mais ridículo ao mais sublime.
Qualquer pessoa poderá dar a sua sugestão de configuração coital (a expressão é da própria revista), com descrição pormenorizada e nome, por e-mail e depois a equipa da revista fará (e publicará) a ilustração dos melhores contributos semanais.
Contribuam e, no caso de a vossa sugestão de posição ser uma das premiadas, digam qualquer coisinha 😉

Sexo avaliado em baixa

Agosto 1st, 2009
Ao ver esta notícia fiquei curioso sobre a forma como os juízes do Supremo Tribunal de Justiça terão chegado ao valor correcto a atribuir nesta indemnização.
Vamos fazer uma simulação:

– A senhora terá cerca de 38 anos. Consideremos a vida sexual activa até aos 75 anos para um estudo de caso optimista. Restar-lhe-iam então 37 anos de vida sexual activa.
– Estimando que tenha em média um acto sexual semanal (porque no final de tempo a periodicidade deve ser bem maior), tendo cada ano 52 semanas, podemos estimar que teria 1924 hipóteses de fazer sexo com o marido.
– Se a indemnização foi no valor de 50.000€, quer dizer que o valor de cada acto sexual terá sido avaliado pelo tribunal, em, aproximadamente 26€.
– Na realidade, temos que partir do principio que o valor foi calculado tendo por base o valor de mercado actual, acrescido da natural valorização da moeda, que aqui vamos estimar para uma inflação média anual de 3%.
– Assim sendo estaríamos a falar de um valor de, aproximadamente, 15€ por cada acto sexual.

Isto quer dizer que o valor de mercado que os nossos magistrados atribuem a um acto sexual é bastante baixo, mesmo tendo em conta que terá sido estimado num pacote de vários actos sexuais negociados de uma só vez.
Ficarei à espera da reacção das profissionais do sexo, que concerteza terão ficado bastante desiludidas com esta sub-valorização, que terá seguramente reflexos imediatos nas suas bolsas de lantejoulas.
Às dificuldades já existentes devido ao actual panorama de crise mundial, junta-se agora esta avaliação em baixa do valor do sexo, que poderá trazer dias muito difíceis a quem se dedica a este métier.
Resta saber quem terão sido as consultoras especialistas ouvidas durante o processo de cálculo e se os preços aconselhados terão também levado em conta o desconto para clientes frequentes e a obrigatoriedade de pronto pagamento.

Toca a despir… enquanto não chove

Julho 23rd, 2009
Acho maravilhosa a relação de cumplicidade entre a religião e sexo.
Já tive oportunidade de falar aqui nisso, de uma forma ou de outra, mas esta estória é simplesmente deliciosa.
No estado de Bihar, na Índia, a falta de chuva, que aparece normalmente no período das monções, levou os agricultores locais a adoptarem uma estratégia, no mínimo, curiosa.
A estratégia passa por pedir às jovens solteiras para semearem os campos nuas.
O objectivo é embaraçar os deuses, a tal ponto que eles se sintam na obrigação de enviar chuva para as plantações crescerem e taparem as meninas.
Ora aí está o que eu chamo de um excelente pretexto, e imaginei logo o diálogo dos dois agricultores que tiveram esta ideia peregrina.

– Tá um calor insuportável Rachid, não me apetece nada semear hoje.
– A mim também não Vijay. A mim agora apetecia-me ver umas miúdas nuas a semear por mim ali no campo, e nós ficávamos aqui a beber uma cervejinha e a mandar bitaites, isso é que era!
– Era bom era, mas isso é pecado Rachid, os Deuses iam-nos castigar de certeza.
– Olha lá, mas podíamos dizer que estávamos a fazer isto precisamente para Lhes chamar a atenção, não achas?
– Tipo dizer que Eles andam distraídos e que deviam ter vergonha porque as coitadas das meninas até já têm que andar nuas porque não chove e não temos dinheiro para lhes dar roupa?
– Isso! Não é genial?
– Mas tu acreditas que isso vai dar resultado?
– Se tu acreditares, eu acredito. Acreditas que os Deuses existem não acreditas?
– Acredito.
– E achas que Eles iam aprovar que as miúdas andassem por aí sem roupinha, a mostrar as partes pudengas a todos?
– Não.
– Então lá está! Fazemos chover e ainda vemos umas miúdas nuas. É perfeito.
– E se corre mal Rachid?
– Se corre mal o quê Vijay? Se chover temos boas plantações, se não chover vemos miúdas nuas. Ganhamos sempre.

Não posso garantir que este diálogo tenha ocorrido, provavelmente até é bastante descabido, mas o facto é que elas lá andam, nuazinhas, a semear os campos…enquanto não chove.

Amora Sex Academy

Julho 12th, 2009

Muito se fala, e há muito tempo, sobre a educação sexual nas nossas escolas.

Antes de se chegar a qualquer conclusão consensual é bastante provável que possamos contar com a visita da Amora Sex Academy, uma exposição itinerante que esteve em Londres entre 2007 e 2008 e que agora está em exibição em Berlim.
Com o slogan “Finalmente uma exposição para aqueles que têm sempre que tocar em tudo“, esta exposição leva o visitante a ter contacto com 50 displays interactivos, mostrando áreas intimas de corpos de homens e mulheres, que vão dando um numeroso rol de dicas úteis sobre tudo o que ajude a ter um orgasmo perfeito.
Strip tease, sexo oral, a descoberta do ponto G, medidores de prazer, manequins interactivos… tudo isto e muito mais pode ser encontrado neste espaço.
O objectivo desta exposição é ser descomplexada e de uma forma interactiva, envolvente e educacional ajudar os seus visitantes a conhecerem melhor o corpo e as reacções do sexo oposto e, consequentemente, melhorarem a sua vida sexual.
Não sei se depois da visita passam um qualquer certificado ou diploma de aptidão sexual, mas pelo menos um autocolante para pôr no carro deve-se poder comprar.