Mais uma primavera, a mais feliz de todas

Maio 30th, 2011

Ora cá está mais uma primavera, mas esta é festejada com mais felicidade que nunca.

Os festejos de aniversário podem ser paradoxais, na medida em que assinalam o facto de estarmos com as peças mais envelhecidas e gastas.

Não me recordo de ver ninguém regozijar-se pelo seu carro já ter mais um ano, aliás, bem pelo contrário.

Mas eu festejo o meu aniversário com alegria porque tenho o privilégio de estar rodeado de gente muito boa, uma família inadjectivável, que me fez o homem que sou e a quem tudo devo, amigos incomparáveis, presentes em todos os momentos, e estou inserido num grupo de trabalho onde me sinto bem e concretizado.

Com o passar dos anos, felizmente, vai aumentando o rol de pessoas fantásticas que me rodeiam e que dão sentido à minha vida, e por isso a felicidade cresce proporcionalmente.

Mas este ano estou particularmente feliz, porque festejo o meu aniversário sabendo que estou prestes a concretizar um sonho, esperando pela chegada de mais uma pessoa que será, com toda a certeza, excepcional: o meu primeiro filho.

E se os passarinhos chilreiam na primavera, imaginem a chilreadeira que vai neste coração!

Esta foi a prenda que recebi logo pela manhã das mãos da minha maravilhosa mulher, uma t-shirt que poderá servir de babete daqui a uns meses.

Para o pai, não para o filho, porque desconfio que a quantidade libertada justificará que me dedique à exportação de baba, para ver se ajudo a equilibrar a nossa balança comercial.

A imagem parece querer simbolizar a minha pessoa a chocar um ovo, mas eu não sou pessoa que goste de chocar ninguém, e por isso limito-me a acarinhar uma barriga linda aguardando serenamente por esse dia tão especial.

Estou muito feliz e por isso decidi partilhar aqui esta felicidade com todos os que normalmente lêem as minhas escrevinhices e deixar um beijo e um abraço muito grande a todos.

Terapia de choque

Abril 11th, 2011

Estudos recentes de uma Universidade – que lançou os resultados da sua pesquisa de forma anónima –  indicam que as aves são o conjunto de seres vivos que melhor prepara as suas crias para a dureza da vida, porque chocam os ovos antes de lançar os seus jovens inquilinos para o cruel mundo.

O chocar dos ovos é um processo que consiste em sentar-se em cima deles durante o período de gestação, para que as crias sintam o peso da responsabilidade que se avizinha, ao mesmo tempo que – e esta é a grande descoberta deste estudo – os vão deixando progressivamente chocados com a leitura diária do Correio da Manhã e do Diário da República.

Esta terapia de choque será, segundo os anónimos investigadores, a razão pela qual os passarinhos teimam em defecar na cabeça dos humanos.