Flagrante Delícia

Julho 14th, 2009
Os olhos também comem, definitivamente, e neste site podem-se encontrar sugestões de sobremesa com uma apresentação divinal.
Dei por mim semi-hipnotizado, com água a percorrer em abundância as papilas gustativas, percorrendo maravilhado este mundo de sugestões de sobremesa, imaginando a cada foto os sabores e texturas que estarão ali presentes.
Por pura gulodice ou simplesmente para apreciar a estética das fotografias, acho que vale a pena a visita.

P.S. – A receita está à distância de um pequeno clique na imagem. Que vos saiba bem 😉

Último jantar de 2008

Janeiro 1st, 2009
Julgava eu que no último jantar de 2008 seria um simples acompanhante da minha família, não me atrevendo a comer o que quer que fosse, devido às limitações provocadas pela extracção simultânea de dois dentes do siso ao final da manhã de ontem.
Nada mais errado.
Permitam-me que explique porquê.
Seguindo um conselho da minha mãe, foi reservada uma mesa num restaurante relativamente recente, nos arredores de Braga, que todos os outros desconhecíamos.
As primeiras impressões foram logo bastante positivas, pois tratasse de uma casa antiga, recuperada com materiais modernos e com uma decoração bastante agradável, sofisticada q.b. e bastante acolhedora.
A simpatia na recepção prolongou-se durante todo o jantar, sendo comum a todos os colaboradores o saber estar, a simpatia e a rapidez de resposta aos pedidos, mostrando sempre o máximo de atenção sem nunca ser intrusivos nem demasiadamente zelosos.
Em suma, muito bons profissionais.
Na mesa, à nossa espera, estava um cesto com dois tipos distintos de tosta, pão fresco com um belíssimo aspecto e gressinos, e logo ao lado um pratinho de azeitonas curadas e um delicioso patê de atum.
Até agora nada a apontar de negativo, mas ainda não era restaurante que merecesse destaque.
Com a leitura do menu, já as coisas começam a ser diferentes, e vi logo que ia ter que arriscar um bocadinho na recuperação, começando pelas entradas.
Fomos informados de um variado leque de entradas, mas optamos pelos cogumelos salteados e pelo tomate gratinado, muito bem confeccionados, sendo na minha opinião, no entanto, os cogumelos os merecedores de repetição.
A carta de vinhos é extensa e de qualidade, com a particularidade de os vinhos estarem expostos logo à entrada, o que demonstra que o restaurante tem também bastante confiança na oferta que põe à disposição do cliente.
Dentro das sugestões de prato para esta data, não consegui resistir à sugestão de um polvo assado em cama de broa e foi também pedido o rosbife.
É aqui que se dá o despoletar de toda a minha admiração pelo restaurante.
Tudo foi servido com excelência: a apresentação, a quantidade e (acima de tudo) a confecção.
Fiquei rendido à cozinha deste restaurante e foi ver-me a esquecer que tinha pontos dentro da boca, em baixo e em cima, e a deleitar-me com estas iguarias, confeccionadas a um nível muito superior ao habitual.
A juntar a isto, as sobremesas também eram maravilhosas, destacando-se um muffin de chocolate com gelado de baunilha, acompanhado por chantilly e molho de morangos.
Sendo uma noite especial os preços eram também “especiais”, mas pela amostra não se trata de um restaurante excessivamente caro.
Deixo abaixo os contactos e o meu conselho veemente:
Quando puderem, dêem um saltinho ao “A Flor do Sal”.

Festival da Tibórnia

Novembro 28th, 2008

Tenho um amigo que usa a expressão “grandes tibórnias” para designar apêndices mamários de grande volumetria.

Qual não foi o meu espanto quando ouvi a notícia que existia, no Fundão, o Festival da Tibórnia, que já vai na sua quinta edição.
De uma desilusão breve, por verificar que não era nenhuma espécie de festival erótico, passei para uma grande surpresa, ao verificar que a tibórnia é afinal um prato típico que consiste em “empapar” um naco de pão em azeite, polvilhando em seguida a fatia com açúcar, podendo ser adicionados elementos como grão ou bacalhau.
Esse estado de surpresa aumentou quando, investigando mais um bocado, deparei com a notícia de que são confeccionados pratos usando ouro!
Estamos a ficar muito sofisticados na cozinha tradicional.

Lay’s Sensations

Novembro 9th, 2008
Nunca tinha experimentado “Cebola Caramelizada com Vinagre Balsâmico” nem “Frango no Forno com Limão e Tomilho”.
Surpreendentemente, a hipótese de experimentar estes sabores veio em forma de batata frita.
Gostei.
Mais da cebola do que do frango, mas são boas opções de snack.
Com o avolumar da oferta de batatas fritas aromatizadas, a Lay’s destaca-se pela originalidade e especificidade dos sabores escolhidos.
É de tal forma envolvente esta onda de aromatizações, que eu não resisto a dar as minhas dicas para os próximos lançamentos da Lay’s.
Cá ficam elas:


Stracotto de Cordeiro ao Barolo com Polenta ao Mascarpone

Ravioli de Beterraba, Ricota, Maçã e Nozes ao Azeite de Manjericão
Fiquei no entanto com especial vontade de um dia poder vir a degustar uma batata frita com sabor a… batata frita!