Enganos com fartura

Junho 23rd, 2011

“- Queria um churro só com açúcar, uma fartura quentinha e um Sumol de laranja por favor.”

Passados mais de quinze minutos de espera chega finalmente o pedido à mesa.

Um churro só com canela, uma fartura fria e melada e virando a garrafa de sumo caíram meia dúzia de gotas, ficando o resto aprisionado no interior sob a forma de um enorme bloco de gêlo.

Além disso, era de ananás.

S. João da Ponte, Braga, ontem à noite.

Algo vai mal na corte do Rei das Farturas!

É só farturar!

Junho 29th, 2010

Hoje é dia de S. Pedro, venerável senhor de belíssimo nome, que tem a honra de encerrar o ciclo anual de festejos dos santos populares.

Uma das coisas típicas destas festividades é a venda ambulante de farturas e churros, que não beneficiam a saúde, é certo, mas que não farão tão mal como outra coisa, pelos vistos tão perigosa que lhe deram o sugestivo nome de “receadas”.

Para quem não acredita, fica abaixo a foto de pouca qualidade, porque veio de uma máquina comprada na altura a um senegalês, que as vendia juntamente com pistolas de bolinhas de sabão com sons do tempo do Pacman e luzes psicadélicas fluorescentes… e carteiras de pele genuína de bicho da borracha.

O que é certo é que nestes dias todos farturam como gente grande, e esta é mais uma coisa para aumentar a farturação desses churros, que se fartam de ganhar dinheiro à custa do povo!