Champignons League

Janeiro 16th, 2014

Regista-se neste momento, em Portugal uma verdadeira explosão da cultura do cogumelo.

Por todo o lado do território nacional surgem novos produtores, reforçando a ideia de que este é um negócio com potencial, onde Portugal tem todas as condições para se destacar.

Parece então ser esta uma oportunidade única de brilharmos ao mais alto nível, e por isso mesmo deveríamos fazer pressão junto da comunidade internacional para que seja criado um campeonato em torno da produção de cogumelos, onde pudéssemos espraiar toda a nossa categoria.

Já que é raro ganharmos alguma coisa internacionalmente no desporto de eleição lusitano, o futebol (salvo honrosas exceções que nos devem orgulhar a todos), que haja uma Champignons League onde possamos ser campeões com bastante regularidade.

O primeiro passo é fazer pressão para a criação da UECA (Union of European Champignon Associations), onde registaremos a nossa Federação Portuguesa de Champignons, dando acesso aos nossos produtores à tão desejada competição.

Depois é deixar as coisas acontecerem com naturalidade e ver os nossos míscaros e tortulhos em competição direta com a restante cogumelagem europeia, até à vitória final.

A glória derradeira está reservada para a conquista do título mundial que deverá ocorrer numa competição organizada pela FICA (Fédération Internationale de Champignons Association), mas vamos pensando numa coisa de cada vez, para não nos deslumbrarmos.

Mal posso esperar para ver um dos nossos compatriotas, o nosso futuro Cristiano Ronaldo dos cogumelos, a erguer bem alto este belo troféu.

champignons league

 

Bebés inflacionados

Agosto 12th, 2010

Depois da especulação em volta do montante que o Cristiano Ronaldo terá despendido para ter um filho só dele, a mais recente notícia da aquisição de um Bebé pelo Manchester United, por nove milhões de euros, vem provar que a cotação dos bebés no mercado internacional está bastante inflacionada.

A famosa frase “o meu bebé vale ouro” conhece assim novos contornos e ganha uma carga muito mais capitalista, capaz de pôr o mercado das barrigas de aluguer a atingir níveis nunca vistos de capitalização em bolsa.

Mesmo tendo em conta as medidas de incentivo à natalidade do nosso Estado, este é um investimento cujo retorno, do ponto de vista estritamente económico, é bastante difícil de alcançar para o comum dos “baby buyers”.

Tratando-se de um mercado bastante volátil, com uma matéria muito instável, onde os activos estão sujeito a quedas abruptas e amuos frequentes, o que os torna pouco fiáveis no curto-médio prazo, torna-se fundamental o acompanhamento prematuro e o recurso a consultores especializados.

Para isso, felizmente para eles, já vai havendo sítios que poderão ajudar a tratar bem do investimento e a acrescentar-lhe valor, numa perspectiva de obtenção de ganhos e concretização de mais-valias no longo prazo.

Está visto que a concepção natural, além de mais prazenteira, trás também consigo uma enorme vantagem financeira, com poupanças de milhões de euros para os candidatos a papás e mamãs, e por isso estou decidido a continuar a aposta nesta via reprodutora de raízes tradicionais.

Cristiano Ronaldo… o pai solteiro

Julho 7th, 2010

No meio de tanto folclore à volta da paternidade do Cristiano Ronaldo, parece que as pessoas se esquecem do fundamental: ele é agora um pai solteiro.

E isso não é uma missão nada fácil, ainda mais para uma super-vedeta do mundo da bola.

Alguém imagina a dificuldade de gerir uma agenda cheia e encaixar uma mudança de fralda entre um encontro com a Kim Kardashian e uma saída nocturna com a Gemma Atkinson?

Como se consegue adormecer uma criança com a Karina Bacchi a tomar banho no chuveiro ao lado?

E quem o pode ajudar a dar de mamar ao miúdo?

E se o petiz é alérgico ao silicone?

Por outro lado, será fácil dar-lhe de comer, porque o rapazote, se tiver sangue latino, abrirá a boca de cada vez que entrar na cozinha a Irina Shayk.

Felizmente poderá contar com o apoio da Associação de Famílias Monoparentais, que poderá dar dicas bastante úteis sobre fraldas, gestão do tempo, apoio institucional, biberões e afins, e lhe facilitará de sobremaneira a sua dura vida de pai solteiro.

Mas nem tudo são espinhos na vida do capitão de selecção portuguesa de futebol.

Doravante, Cristiano Ronaldo poderá chegar atrasado a um treino do Real Madrid, com umas enormes olheiras e afirmar “Deshculpe lá Mishter, mash não dormi a noite toda. Foi a noite inteira a pedir para mamar, e eu lá deixava, mas depoish começava outra vez aos gritosh e pedia para mamar outra vez. Pens’que… estou todo rebentado Mister”, sem que ninguém pense que esteve envolvido numa louca noite de sexo com uma americana qualquer.

E isso é bom para ele.

Os mais distraídos não terão reparado, mas o Cristiano Ronaldo já treinava há uns tempos para marcar este golo e já mostrava que tinha vontade de montar outras coisas, de cariz mais infantil, como documenta a foto abaixo.

O jeito é que não é lá muito, pelo menos para os cavalinhos insufláveis.