Pornografize a sua performance

Agosto 23rd, 2012

Segundo um estudo publicado por cientistas britânicos, os halterofilistas que assistem a vídeos pornográficos conseguem levantar com maior facilidade os pesos.

Ora aí está um estudo que se foca no essencial e que contribui decisivamente para a melhoria das condições de vida de uma série de gente.

E para o aumento da competitividade.

Tudo será diferente doravante nos ginásios e empresas onde sejam levantadas coisas à força de braços.

Nos ginásios, os canais desportivos habitualmente sintonizados nas televisões serão substituídos por canais com conteúdos pornográficos.

É um dois-em-um para os ginásios, que, ao mesmo tempo que aumentam a performance dos seus utentes, poupam no valor de subscrição dos canais, já que o desporto televisivo em Portugal, como se sabe, é bastante mais caro que o sexo televisionado.

Ainda no desporto, já estará a ser estudada uma parceria entre os organizadores do Homem Mais Forte do Mundo e os representantes dos produtores de filmes pornográficos americanos, para instalar ecrãs gigantes nos recintos destas competições.

A ideia subjacente a esta iniciativa é a de que, vendo pornografia em tamanho gigante, se obterá resultados verdadeiramente extraordinários.

Noutras áreas não será tão fácil ter resultados similares.

Há muito tempo que o Sindicato dos Estivadores e o Sindicato dos Técnicos de Handling, estariam a negociar com os patrões a montagem de televisões com pornografia permanente junto dos respectivos postos de carga e descarga.

O investimento é muito avultado e a resistência do patronato tem sido enorme, mas como os resultados estão agora comprovados cientificamente já terá sido alvitrada pelos patrões a hipótese de ter essas televisões disponíveis até ao final do ano.

Para já só é possível assistir pornografia no bar do pessoal e nos telemóveis, o que não tem o mesmo efeito, já que alguns profissionais não conseguem guardar a memória do que viram o tempo suficiente para obter aumento de produtividade no regresso ao posto de trabalho.

Diz-se em surdina, nos corredores da política mundial, que já estará na forja um novo estudo, que comprova que assistir a vídeos pornográficos durante a votação de leis ajuda os políticos a tomar a decisão mais correta, principalmente se quiserem optar por abstenções violentas.

Na área da saúde, há investigadores que se debruçam sobre os impactos do visionamento de pornografia em doentes com paralisias várias e também nas maternidades se está a estudar a hipótese de instalar televisões com vídeos pornográficos na sala de partos, para as parturientes fazerem mais força no momento devido.

Desconfia-se no entanto que neste caso isso traga à memória o que as levou até ali, criando muita confusão e sensação de dejá vu, podendo, portanto, não ter os efeitos desejados.

Seja como for meus amigos, está visto que a pornografia está aí para ficar, agora com a ciência a dar-lhe a devida validação, como já se justificava há muito.

Se querem ter resultados extraordinários e força sobre humana, já sabem, pornografizem-se.

 


Trackback URI | Comments RSS

Leave a Reply

Name

Email

Site

Speak your mind