Orgulho no desporto nacional

Julho 2nd, 2012

Portugal acorda hoje orgulhoso.

Foi um fim de semana em cheio para o desporto nacional e isso sente-se a cada esquina, na face das pessoas, e nas redes sociais, com as inúmeras mensagens de orgulho dirigidas aos nossos representantes, que se destacaram ao mais alto nível do desporto europeu.

Julgo até haver algum exagero na importância dada a estes feitos, a julgar pelas capas dos três maiores jornais desportivos nacionais, mas já não embandeirávamos em arco há quase uma semana e portanto compreende-se todo o destaque que se tem dado.

Segundo consta, preparam-se receções memoráveis para três portugueses que elevaram bem alto o nome de Portugal nos últimos três dias.

Pedro Proença será recebido por uma mitra jeitosa, devidamente encapuçada, que o levará até ao centro comercial Colombo, onde reviverá os momentos lá passados no início desta época, que terão sido decisivos para lhe endireitar o globo ocular esquerdo, corrigir o desvio nasal de que padecia e acertar-lhe o passo, ajudando-o assim a tornar-se no melhor árbitro europeu da atualidade.

Patrícia Mamona também será recebida com pompa e circunstância, pelos seus familiares e amigos, estando já a ser recolhidos em livro uma série de trocadilhos e piadas várias acerca do seu nome, que lhe será entregue por uma ardina brasileira do jornal Metro, assim que ela pare no semáforo à saída do aeroporto.

Para não variar, Dulce Félix também será recebida com honras de tranquilidade, por um grupo pequeno de pessoas que a conhecem desde menina e por um ou dois atrevidos colegas de equipa, que lhe abrirão caminho pela multidão indiferente até ao táxi mais próximo, onde terá que esperar como os outros.

O Presidente da República terá enviado uma SMS de felicitações para dois deles com o seguinte texto “Prb. Obg. Ab. Ass: PR”, mas entretanto ficou sem saldo para enviar para o terceiro.

Pediu no entanto ao Primeiro-ministro, se não se importasse, para assinar pelos dois quando enviasse a mensagem dele.

Disse também à comunicação social que até os receberia de bom grado, mas ficou sem arroz na despensa porque está à espera da próxima baixa de preço no Pingo Doce para enviar a sua comitiva de aprovisionamento presidencial.

Se não tiver oportunidade de os receber entretanto, pelo menos no próximo jantar de despedida da seleção nacional de futebol sub-12, que nos vai representar no Torneio Internacional de Badajoz, haverá possibilidade de os integrar, já que os miúdos comem menos dos que os séniores e portanto não haverá problema em mandar fazer mais três bicos de pato com queijo e fiambre e comprar mais três sumos de tutti-fruti.


Trackback URI | Comments RSS

Leave a Reply

Name

Email

Site

Speak your mind