Olhó Natal!

Dezembro 2nd, 2011

Hoje ouvi algo esquisito na porta de entrada, um som baixinho a lembrar o azevinho a arranhar a madeira, mas sem as bolinhas.

Fui ver quem era e para meu espanto quem encontro?

O Natal.

Exclamei logo “Olhó Natal!”, surpreso, porque tenho andado tão focado noutras coisas que nem me lembrei que já era alturinha dele chegar.

Na volta ainda passou muito tempo lá fora, mas é bem feito.

Para a próxima que toque à campainha, se não quer apanhar frio, que é como fazem os senhores da MEO e da ZON.

Era bom que o Natal se inspirasse nestes senhores, porque assim havia rabanadas mais ou menos uma vez por semana.

De qualquer das formas, recebo-o com muito mais alegria do que a  essas testemunhas do audiovisual e por isso deixei-o entrar de imediato, com um grande abraço.

Brindamos com um shotezinho de espírito natalício quentinho que ele tinha trazido (colheita deste ano, muito boa, uma espécie de Barca Velha do espírito natalício, que não aparece todos os anos com esta qualidade), vimos o menino e adoramo-lo (como já vem sendo comum cá em casa, de há quinze dias para trás) e então parece que estamos oficialmente natalizados cá em casa.

Mas, como não podia deixar de ser, Natal não é Natal neste blogue sem o já tradicional sketch de abertura de festas, que não me canso de ver e que deixo aqui outra vez.

Bom Natal meus amigos!


Trackback URI | Comments RSS

Leave a Reply

Name

Email

Site

Speak your mind