Obrigado 2011! Bem-vindo 2012!

Dezembro 30th, 2011

Está a chegar ao fim o ano mais importante da minha vida.

Um ano em que aconteceu tanta coisa, tão boa, que fazendo a sua retrospetiva fico emocionado, feliz, espantado, orgulhoso, cheio.

Este foi o ano em que casamos no início do ano e fomos pais antes do Natal.

Dois acontecimentos memoráveis, irrepetíveis, de uma dimensão tão transcendente que seria inimaginável que coubessem em tão curto espaço de tempo.

Pelo meio o privilégio de uma viagem inesquecível, a dois, por terras asiáticas, o caminho para a paternidade, numa partilha bonita que intensificou ainda mais a nossa relação, a oportunidade inesperada de comprarmos uma casa, novos projetos profissionais, ambiciosos e desafiantes, o início de uma pós-graduação há muito desejada, como meio de aquisição de mais conhecimento e competências pessoais, e ainda, bem no finzinho, este post, o 500º deste blogue, que não deixa de ser uma marca bonita.

Até fico sem respiração quando vejo a quantidade de coisas boas que 2011 me trouxe!

Por isso o guardarei com tanto carinho na arrecadação de memórias, por isso o catalogarei sempre como o ano mais importante da minha vida.

Quero deixar um ENORME OBRIGADO a todos os que nos acompanharam e ajudaram a tornar este ano num espaço temporal tão marcante e com tanto significado, em especial para a nossa família, agora maior, que é a fundação de todo este edifício.

Bem hajam!

De 2012, não peço tanto, nem me atrevo a pedir metade, que o tempo não está para isso.

Espero apenas que me traga tranquilidade, saúde e estabilidade, para podermos continuar o nosso caminho e construir o futuro do nosso filhote da melhor forma possível.

Para todos vocês desejo isso e tudo o mais que seja positivo.

Tenham um excelente 2012!

 

 

Instantâneos de fim de ano

Dezembro 28th, 2011

Novo conceito de barbeiro bracarense

Circo ortográfico

Feliz Natal!

Dezembro 23rd, 2011

Popota de Natal

Dezembro 19th, 2011

Há mistérios na vida que me parece que só poderão ser desvendados numa sessão de esclarecimento no Além.

Um deles é este fenómeno popotesco que nos vem atormentando as últimas épocas natalícias.

Quem no seu perfeito juízo se lembra de criar uma mascote de Natal que é uma hipopótama cor de rosa vestida de forma provocante e a dançar de forma supostamente sexy?

O que é que isto tem de natalício?

As nossas crianças crescem a ver a cada cinco segundos, na televisão e nos cartazes espalhados por todo o lado, um animal obeso a dançar a lambada e envergando roupas reduzidas e reluzentes, rebolando as fartas carnes em movimentos sedutores para atrair a petizada.

Eu não acredito que as crianças possam crescer normalmente com esta gosma a colar-se nas paredes do seu imaginário.

Têm que ficar desorientadas e com tendência para ir pedir prendas de Natal por e-mail aos sites de BBW.

Tudo bem que o Pai Natal é fortezito e os bonecos de neve também não são um exemplo de elegância, mas não andam para aí vestidos de cabedal e lantejoulas nem a roçar-se no varão, ou andam?

Ao menos ponham o animal a concorrer ao Peso Pesado para dar um bom exemplo à meninada, e ponham-lhe uns mantos natalícios que lhe dêem menos ar de Poputa, pode ser?

E não vale a pena virem dizer que a Leopoldina é melhor, que aquele bico também não engana ninguém!

 

1 mês!

Dezembro 16th, 2011

O que é bom passa muito rápido, já sabia, mas desta vez estou surpreendido com a velocidade da coisa.

O nosso filhote já tem um mês!

Parece uma fralda humana de atenção e tempo, de tal forma é absorvente, mas fá-lo com uma fofura que derrete qualquer pedaço de iceberg resistente ao aquecimento global.

É engraçado ver o massivo impacto que tão pequenino ser tem na vida de dois adultos.

Por exemplo, já não regemos o nosso quotidiano por minutos ou horas, mas sim por mamadas.

Tudo gira à volta do ritmo das mamadas dele, de tal forma que estamos a pensar substituir o horário afixado com um íman ao frigorífico por um inovador mamadário.

Mas as inovações não ficam por aqui.

Estamos a desenvolver soluções de maximização de eficácia e eficiência na mudança de fraldas, roupa e banho ao menino que poderão um dia servir de base para  linhas de montagem nas mais modernas fábricas do nosso país.

Com o alargamento das novas oportunidades ao ensino superior, estas competências adquiridas ainda nos vão dar o grau de engenheiros de produção ou gestão industrial.

Os milhares de quilómetros a empurrar carrinhos de compras nas grandes superfícies deram os seus frutos, e por isso hoje exibimos com garbo uma destreza digna de nota no manejo do veículo onde transportamos o nosso bebé.

Está por isso a ser uma fase extremamente positiva das nossas vidas, muito exigente, mas extremamente gratificante.

Em suma, 55cm e 4,550kg de menino lindo, lindo lindo, que nos enche de orgulho e de felicidade.

  • Page 1 of 2
  • 1
  • 2
  • >