Metralhadora enfadonha

Agosto 18th, 2011

A metralhadora é o objecto mais entediante jamais inventado, e quem se atrever a dizer o contrário é um ovo crú com salmonelas.

Fumadas!

É chata, repetitiva, cinzentona, monótona, monocórdica, sempre a disparatar – “te-rréu-téu-téu, te-rréu-téu-téu, te-rré-téu-téu” – sempre a mesma coisa… uma seca!

Quando começa parece que ninguém a consegue calar e, como é evidente, não há paciência para aturar uma coisa daquelas durante muito tempo.

Por isso – nem é preciso muito -, passado um bocado toda a gente à sua volta fica a dormir.

Experimentem ir a um jantar e levar uma metralhadora convosco, e depois vejam as caras que as pessoas fazem.

Começam logo a imaginar aquele ritmo sincopado, enfadonho, com que as metralhadoras debitam as suas bojardas, o tédio insuportável, e muitas das vezes até se vão embora mal avistam uma a chegar perto da sua mesa – fogem! -, para não lhe dar hipótese de começar com o seu fastidioso metralhar.

Se levarem uma metralhadora a passear na rua ou à praia, vão ver quem nem os pedintes vos abordam, tal é a sua fama.

É de tal forma que há quem dê um tiro na cabeça, só porque sabe que se aproximam de si uma catrefada delas.

O senhor John Gatling, que supostamente inventou a primeira, não devia ser muito amigo do socializar.

Custava alguma coisa dotá-la de ritmos variados, de crescendos e diminuendos, mudanças de tom ou cambiantes de luzes?

Não, não custava…mas o senhor não devia gostar muito de surpresas, nem de dinâmica, nem de festa, nem conseguiria simplesmente manter o interesse de uma conversa de circunstância.

Preferiu então fazer tudo mais contido e previsível e depois deu nisto: uma coisinha insuportável e previsível, que faz com que as pessoas tombem, de tanto se aborrecerem de a ouvir.

Meus amigos da indústria do armamento, ponham os olhos no que a juventude gosta e observem as tendências, se não querem entrar numa longa crise.

De quem é que os jovens ingleses se fizeram acompanhar nas pilhagens?

De divertidos paus, glamorosas pedras e espectaculares bombas incendiárias caseiras.

Os sinais estão todos lá, não é preciso dizer mais nada.


Trackback URI | Comments RSS

Leave a Reply

Name

Email

Site

Speak your mind