Vin Dimas

Setembro 29th, 2010

Existe uma personagem muito negligenciada e injustamente deixada de fora dos livros de enologia e etnografia, mas cuja acção é tão importante que o seu nome deu mesmo origem à designação que hoje damos ao acto de “vindimar”.

As primeiras referências a esta figura remontam ao período clássico e dizem-nos que o primeiro elemento desta linhagem foi gerado numa relação entre dois homens: Vinicius, bravo e possante general da legião romana, e Dimastenes, pastor grego que utilizava a ala esquerda dos campos da ilha de Lesbos.

Deram o nome de Vin Dimas ao seu filho, pela junção das iniciais dos seus próprios nomes, e desde aí surge geracionalmente mais um homem com idêntica génese, com as mesmas características pessoais e a mesma missão.

O actual Vin Dimas, dizem os vindimeiros, é o rebento de uma relação secreta entre um famoso actor de filmes de acção de Hollywood e um antigo jogador de futebol português com aspecto rústico.É nesta altura do ano que mais se menciona o seu nome, já que a sua acção é fundamental para inspirar muitos vindimeiros para a dura tarefa de deitar abaixo esses seres maquiavélicos conhecidos como “uvas”, e é por isso que nesta época, ciclicamente, ouvimos falar de Vin Dimas.

A motivação para a sua missão, adquiriu-a de um dos seus pais, pessoa de índole rural, que do campo extraiu a azeitice que o caracteriza.

Farto de ver imensos terrenos que podiam ser ocupados por oliveiras a ser invadidos por intermináveis hordas de “uvas”, Vin Dimas sempre tentou aniquilá-las no período em que elas estão mais maduras e portanto oferecem menos resistência, entre Setembro e Outubro.

Vin Dimas herdou de outro dos seus pais a coragem e a robustez para enfrentar hectares de perigosas “uvas” sozinho, dizimando milhões delas com as suas próprias mãos ao longo dos anos, e espremendo-as valentemente com os seus próprios pés.

O seu exemplo motivou os vindimeiros a segui-lo, e desde tempos imemoriais que, chegado Setembro, deitam mãos à obra, para ajudar a terminar a tarefa do seu mestre.

A mais dura prova de Vin Dimas, neste momento, é defrontar o descendente mais poderoso do clã rival, o seu arqui-inimigo Gonçalo Uva, jogador da Selecção Portuguesa de Râguebi.

É uma luta desigual, já que a namorada deste último, Carolina Patrocínio, fornece-lhe as já famosas cerejas descaroçadas pela empregada, que lhe dão poderes sobre-humanos.

Independentemente do resultado do eventual duelo, Vin Dimas será sempre a imagem de luta constante pela “desuvização”, e servirá de exemplo a todos os vindimeiros vindouros, que nunca deixarão de combater pela sua nobre causa.


Trackback URI | Comments RSS

Leave a Reply

Name

Email

Site

Speak your mind