Contrafacção circense

Fevereiro 21st, 2009
É de conhecimento geral que a contrafacção têxtil existe e que um pouco por todo o lado podemos encontrar algumas roupas marcadas como “Dulce & Cabana”, “Chevilhão”, “Mike”, “Lewis”, “Ardidas” ou “Chamel”.
Também se podem encontrar vários DVDs e Cds piratas, com as mais recentes novidades cinematográficas e fonográficas, em qualquer feira que se preze.
O que eu desconhecia era o conceito, a meu ver verdadeiramente extraordinário, da contrafacção circense.
Até que me deparei com este cartaz do “Circo Carbinaly”.
Não me senti nada tentado a ir a um espectáculo deste circo porque, á imagem da roupa contrafeita e da pirataria audiovisual, a tenda deve ter tendência a encolher, o apresentador deve estar rouco, a partenaire do ilusionista não deve ter boa imagem e a pele dos leões deve ganhar borboto.


Trackback URI | Comments RSS

Leave a Reply

Name

Email

Site

Speak your mind